Buscar
  • Fernanda Braga

Escuta Acolhedora no Ambiente de Trabalho

Ser acolhido é algo extremamente reconfortante em momentos de dor, de enfrentamento de problemas ou em situações de medo e angústia. E muitas vezes, quando temos que ser o agente acolhedor, podemos nos sentir meio perdidos, sem saber o que fazer ou dizer, mas só o fato de estar junto pode ter um significado muito importante para o acolhido, porém quando a ação é efetivada por um profissional qualificado em escuta ativa, pode ocorrer um resultado mais profícuo. Conforme pontua o tema, esse acolhimento também pode estar presente no ambiente de trabalho. Você sabe como funciona essa dinâmica dentro do contexto organizacional? Já ouviu falar?

Essa atuação visa realizar acompanhamento para quem esteja passando por problemas pontuais que podem prejudicar questões de caráter profissional e pessoal. O foco dessa ação está no presente e é breve, trabalhando questões cotidianas da pessoa acolhida. É um tipo de atividade que normalmente é bastante procurada para dar conta de aliviar angústias voltadas para questões de relacionamento interpessoal no próprio ambiente de trabalho; falta de motivação; assédio moral; baixa produtividade; conflitos familiares como divórcio, disputa de guarda, gravidez inesperada; problemas de cunho financeiro; vícios; retorno de licença maternidade, luto, dentre outros.

Trata-se da realização de atendimento feita por psicólogos que trabalhará questões emergenciais, em horários pré estabelecidos dentro da empresa ou de forma online, contando com um espaço em que haja discrição e garantia de sigilo. É um espaço que permite a exposição do conflito vivenciado

Segundo o Ministério da Saúde, as doenças mentais estão entre as três primeiras causas de afastamento no trabalho, por isso muitas empresas atualmente tem apostado fortemente em ações voltadas à saúde mental do colaborador, sobretudo nesse momento de pandemia, em que as incertezas e pressões podem gerar um clima de insegurança e tensão.

Pensar em programas de qualidade de vida no ambiente organizacional pode ser uma boa alternativa para valorizar as questões emocionais disfuncionais tão afloradas atualmente, gerando assim possibilidades de expressão e posteriormente criando mecanismos que permite a pessoa repensar e ressignificar as mais diversas questões, com objetivo de trazer alívio e ações mais assertivas que tendem a gerar maior equilíbrio emocional. Como olhar para as questões de saúde mental e emocional são inevitáveis, é cada vez mais comum práticas de plantão psicológico dentro da empresa, pois já existe a notável percepção que produtividade e engajamento está muito conectado ao bem estar pessoal, e para além disso, alguns outros benefícios se apresentam fortemente:


§ Diminuição de afastamentos, absenteísmo e presenteísmo

§ Maior produtividade e envolvimento

§ Reforço positivo da marca

§ Redução de conflitos e melhoria no clima organizacional

§ Aumento de qualidade de vida

§ Sensação de importância e consequentemente maior empoderamento

§ Redução de sintomas de roubam energia produtiva

§ Melhora na autoestima

§ Conscientização para pensamentos mais organizados


E para as empresas que ainda não conseguem implantar um programa de Plantão Psicológico, invista em olhar cuidadoso, aquele que valoriza a empatia e tem o enorme poder de transformar o momento difícil em oportunidade de conexão. Todos ganham com esse tipo de ação!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo